Coleta seletiva

Você sabe como preparar o “lixo” para reciclar?


A Coleta Seletiva serve para organizar, de forma diferenciada, os resíduos sólidos que podem ser reciclados. Esta coleta pode ser feita por caminhões que passam semanalmente nas residências ou nos Postos de Entrega Voluntária (PEV) espalhados pela cidade e que facilitam a reciclagem. Mas você sabe como separar o “lixo” para reciclar?


Existem coletores com diferentes divisões, ou tambores coloridos para cada tipo de material de embalagem. É importante ressaltar que os materiais de embalagens devem ser limpos antes de colocados nos coletores ou tambores.


A preservação do meio ambiente começa com pequenas atitudes diárias, que fazem toda a diferença. Uma das mais importantes é a reciclagem do “lixo”. As vantagens da separação dos resíduos domésticos ficam cada vez mais evidentes. Além de aliviar os lixões e aterros sanitários, chegando até eles apenas os rejeitos (restos de resíduos que não podem ser reaproveitados), grande parte dos resíduos sólidos gerados em casa pode ser reaproveitada.


Mas, o que é reciclável?

É reciclável todo o resíduo descartado que constitui interesse de transformação de partes ou o seu todo. Esses materiais poderão retornar à cadeia produtiva para virar o mesmo produto ou produtos diferentes dos originais.


Por exemplo: Folhas e aparas de papel, jornais, revistas, caixas, papelão, PET, recipientes de limpeza, latas de cerveja e refrigerante, canos, esquadrias, arame, todos os produtos eletroeletrônicos e seus componentes, embalagens em geral e outros.


E como separar o “lixo” doméstico?

  1. Não misture recicláveis com orgânicos - sobras de alimentos, cascas de frutas e legumes. Coloque plásticos, vidros, metais e papéis em sacos separados.

  2. Lave as embalagens do tipo longa vida, latas, garrafas e frascos de vidro e plástico. Seque-os antes de depositar nos coletores.

  3. Papéis devem estar secos. Podem ser dobrados, mas não amassados.

  4. Embrulhe vidros quebrados e outros materiais cortantes em papel grosso (do tipo jornal) ou colocados em uma caixa para evitar acidentes. Garrafas e frascos não devem ser misturados com os vidros planos.

Atenção as embalagens! Os pacote e recipientes feitos de diversos materiais potencialmente recicláveis, podem ser desmontados separando as partes de metal, plástico e vidro para que possam ser depositados nos coletores apropriados. No caso de cartelas de comprimidos, é difícil desgrudar o plástico do papel metalizado, então descarte-as junto com os plásticos. Faça o mesmo com bandejas de isopor, que viram matéria-prima para blocos da construção civil.


Os resíduos orgânicos:

O “lixo” orgânico corresponde a todo resto de alimento, como cascas de legumes, frutas, raízes, vegetais e folhas, entre outros tipos de resíduos de origem biológica. Melhor do que separar e embalar corretamente o “lixo” orgânico, é praticar a reciclagem dos orgânicos em casa! Você já ouviu falar em compostagem? Acesse nosso artigo e saiba mais (Compostagem - O que é? E qual vantagem...).


Quais resíduos domésticos não são recicláveis?

Materiais como: papel-carbono, etiqueta adesiva, fita crepe, guardanapos, fotografias, filtro de cigarros, papéis sujos, papéis sanitários, copos de papel não são recicláveis, por isso não devem ser separados junto com outros materiais de papel.

Também cabos de panela, tomadas, os clipes, grampos, esponjas de aço, canos, espelhos, cristais, cerâmicas, porcelana. Apesar de terem constituintes como metais e plásticos, não são reciclados juntamente com os respectivos materiais, por isso não devem ser descartados juntos.


Como eu descarto os resíduos perigosos ?

Mesmo que a prefeitura faça a coleta, os resíduos perigosos não podem simplesmente ser colocados em sacos e descartados de forma comum, pois uma vez descartados em aterros, lixões pode causar danos irreversíveis à saúde ambiental e humana. Nesse caso, a separação e descarte corretos variam de acordo com cada tipo de material. Os resíduos classificados como perigosos, são: tintas, medicamentos e materiais hospitalares, descartar frascos de detergentes e produtos de limpeza, solventes, lâmpadas fluorescentes e pilhas e baterias de celular. Muitos materiais podem ser devolvidos aos fabricantes ou depositadas em coletores específicos para tais, você pode fazer uma busca dos postos de coleta mais próximos da sua residência na internet.


Gostou? Compartilhe e acesse as nossas redes para ver mais ou entre em contato AQUI para mais informações.



Autoria: Rita Ariele Santos da Silva

Graduanda em Engenharia Sanitária Ambiental - UFBA


Quer nos referenciar?


DA SILVA, Rita Ariele Santos. Esa Jr .Coleta seletiva Você sabe como preparar o “lixo” para reciclar? Disponível em: https://www.esajr.com/post/coleta-seletiva


Fontes utilizadas:


LEGNAIOLI, Stella. “Separação de lixo perigoso”. Disponivel em: <https://www.ecycle.com.br/6485-separacao-de-lixo.html>. Acesso em: 24/06/2020


RIBEIRO, Rafaela. “Separação de lixo, 2012”. Disponivel em: <https://www.mma.gov.br/informma/item/8521-como-e-porqu%C3%AA-separar-o-lixo>. Acesso em: 24/06/2020


TETRA PAK. “Cultura ambiental nas escolas, 2017” Disponivel em: <http://www.culturaambientalnasescolas.com.br/aluno/a-embalagem-e-o-ambiente/coleta-seletiva-e-reciclagem>. Acesso em: 24/06/2020







1 visualização

marketing@esajr.com

Whatsapp: +55 (71) 99276-4373

Horário de funcionamento: 08h - 17h​

Escola Politécnica da UFBA, 3º andar. Rua Aristides Novis, nº 2, Federação.

  • Facebook
  • LinkedIn - Black Circle
  • Instagram