top of page

Fast Food e Sustentabilidade: A Chegada do ESG aos Gigantes do Mercado


O setor de fast food, conhecido por sua conveniência e agilidade no sabor, está passando por uma significativa revolução em relação à sustentabilidade e responsabilidade corporativa. A crescente conscientização global sobre questões que envolvem ESG tem incentivado grandes empresas do setor a reavaliar suas práticas e adotar abordagens mais sustentáveis.


Recentemente, a indústria de fast food enfrentou críticas por seu impacto ambiental, saúde pública e nas comunidades locais. Desde embalagens excessivas até uso intensivo de recursos naturais e contribuição para problemas de saúde como obesidade, o setor tem sido alvo de crescentes preocupações. Além disso, as práticas de trabalho e condições dos trabalhadores também têm gerado fortes opiniões.


Essas inquietações não passaram despercebidas por consumidores e investidores, que agora valorizam mais o comportamento ético e sustentável das empresas. Isso levou as principais redes de fast food a adotarem uma postura mais transparente e responsável.



O que é ESG: Environmental, Social e Governance?

ESG é um conjunto de políticas de governança dentro de uma empresa que vão além da gestão financeira, agindo com três pilares que conceituam essa metodologia Environmental, Social and Governance”, que, numa tradução livre, significa ambiental, social e governança.



1. Ambiental

  • O pilar ambiental diz respeito ao impacto da empresa no meio ambiente. Para as empresas de fast food, isso envolve a redução do uso de plásticos descartáveis, a gestão adequada dos resíduos e a promoção de práticas agrícolas sustentáveis. Em 2021, a rede McDonald's substituiu alguns brinquedos de plástico do “MC lanche feliz” por brinquedos 3D de papel que os clientes podem montar, como parte de seus esforços sustentáveis, Além de possuir uma meta para reduzir gases de efeito estufa em 36% até 2030.


2. Social

  • O pilar social aborda questões relacionadas aos funcionários, comunidades e clientes das empresas. Isso inclui a garantia de condições de trabalho justas e seguras, a promoção da diversidade e inclusão em todas as áreas da empresa e o envolvimento comunitário.


3. Governamental

  • O pilar de governança refere-se à estrutura de liderança e tomada de decisão dentro da empresa. Isso engloba a transparência, ética nos negócios, prestação de contas e equidade na distribuição de poder. O Burger King promoveu uma campanha com o intuito de chamar a atenção da sociedade para as discrepâncias salariais existentes entre homens e mulheres e a falta de mulheres ocupando cargos de liderança.



A indústria de fast food mudou devido à importância crescente dos princípios ESG. Pressões de consumidores e investidores levam a práticas sustentáveis. Apesar dos desafios, há oportunidades para impacto positivo. Para isso deve haver uma educação de quais empresas devemos consumir e investir para não cair em um “FAKE ESG”, para que as grandes empresas sintam pressão dos consumidores e implementem de fato os três pilares. A mudança no setor não é passageira, mas uma transição duradoura para um futuro consciente e responsável.




Palavras-Chave: políticas de governança”, “sustentável”, “Ético”, “consciente”



Quer nos referenciar?

LARCHERT, H. ESA Jr. Fast Food e sustentabilidade: a chegada do ESG aos gigantes do mercado, em 2023. Disponível em: https://www.esajr.com/blog



REFERÊNCIAS:

REIS, T. ESG: O que é? Entenda tudo sobre essa sigla. suno, 2023. Disponível em: ESG: entenda o que é a sigla, como funciona e a importância (suno.com.br)


VALINSKY, J. McDonald 's testa nova tampa sem canudo para copos. CNN Brasil, 2023, Disponível em: McDonald's testa nova tampa sem canudo para copos (cnnbrasil.com.br)


CARDO, Fábio. Empresas fast food têm muito a colaborar com a sustentabilidade. fastcompanybrasil, 2022. Disponível em :Empresas fast food têm muito a colaborar com a sustentabilidade | Fast Company Brasil


58 visualizações1 comentário

1 commento


123123

Mi piace
bottom of page